Boa noite, Quinta-Feira, 19 de Outubro de 2017

Notícia

Diretores do Sindicato apoiaram congresso nacional da Força Sindical, em São Paulo

Na última sexta-feira, 26 de julho, os diretores do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Brusque (Sintimmmeb), retornaram do 7º Congresso Nacional da Força Sindical, realizado na cidade de Praia Grande, litoral de São Paulo. O vice presidente do Sintimmmeb, Eduardo de Souza, o tesoureiro Henrique Luiz Coelho Filho e o secretário de saúde e segurança do trabalho Jorge Luiz Putsch participaram da agenda do congresso, e se juntaram aos mais de quatro mil gestores sindicais de todo Brasil. Nos três dias de evento, foram debatidos as teses propostas pela direção da Central e assuntos que foram levantados nas reuniões dos grupos, que visam a melhoria nas condições de trabalhadores no Brasil, além de cobrar do Governo mais investimentos nos setores de saúde e educação. Entre os temas destacados estão: crise econômica internacional e o colapso do neoliberalismo; Economias emergentes, dinamismo econômico e multipolaridade; O debate estratégico sobre os rumos do desenvolvimento brasileiro; Lutar para mudar a política econômica; Desindustrialização e dificuldades para o crescimento robusto da economia; concluir a transição para uma nova política econômica; dentre outros. Além das tratativas, foi realizada a eleição de diretoria da Força Sindical Nacional, que comandará a entidade nos próximos quatro anos. O atual presidente, Paulo Pereira da Silva, Paulinho, foi reeleito, juntamente com sua diretoria. Outras definições Antes, no dia 6 de agosto, as centrais sindicais farão manifestações diante das federações e confederações patronais contra o PL 4330, projeto de lei, de autoria do deputado Sandro Mabel, que regulamenta e amplia a terceirização nos serviços público e privado. Os congressistas votaram pela não regulamentação da terceirização. Outros pontos aprovados foram a defesa de 10% do (PIB) Produto Interno Bruto para a Educação e 10% do PIB para a Saúde; a permissão da entrada de médicos estrangeiros no País para trabalhar nas periferias das regiões metropolitanas e no interior do Brasil e fim da contribuição compulsória dos aposentados. Nova paralisação em agosto Um dos pontos altos do congresso, foi a votação de uma nova mobilização nacional, semelhante a que ocorreu no último dia 11 de julho. Ficou definido que 30 de agosto haverá novamente uma paralisação nacional que envolverá diversos estados e municípios brasileiros. O objetivo é pressionar o Governo e políticos a negociar a Pauta Trabalhista, que inclui o fim do fator previdenciário, redução da jornada para 40 horas, sem redução de salários e a recomposição do poder de compra dos aposentados. "É importante destacar que em qualquer projeto democrático, o sindicado de Brusque está inserido. Somo filiados à Força Sindical porque é uma central democrática e isso que estamos exercendo nesses congressos. Todos nós discutimos as teses e propostas e cada um de nós tem participação efetiva dentro desse processo", comentou Eduardo de Souza, vice presidente do Sintimmmeb.

Rua João Bauer, n° 75 | Centro | Caixa Postal 310 | Fone (47) 3251-5900 | E-mail: sintimeb@terra.com.br

CEP: 88350-101 | Brusque | SC


Copyright 2017 - Todos os direitos reservados a SINTIMMMEB.