Boa tarde, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Notícia

Metalúrgicos de Brusque aprovam dia nacional de mobilização contra fim dos direitos trabalhistas e sociais, em SP

Os Metalúrgicos de Brusque (Sintimmmeb) integraram o Movimento Brasil Metalúrgico, nesta sexta-feira, 29 de setembro, em São Paulo, durante a Plenária Nacional dos Trabalhadores na Indústria. O vice-presidente do Sintimmmeb, Eduardo de Souza e o secretário geral, Jorge Luiz Putsch, se juntaram ao ato, que reuniram metalúrgicos e trabalhadores da Indústria de diversas regiões do país, na sede da CMTC Clube (Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo), na capital paulista.

Representantes das Centrais e das Confederações discursaram aos presentes e condenaram os ataques aos direitos sociais, trabalhistas e as terceirizações, ao desmonte da legislação, criticaram as privatizações de empresas públicas, principalmente as dos setores de energia e defenderam a unidade entres os trabalhadores e as entidades de classe representativas.

"A união entre a classe trabalhadora é essencial para que as conquistas e direitos adquiridos das últimas décadas não sejam dizimados, especialmente no que diz respeito à previdência e a uma estrutura mínima de trabalho digno, numa cultura em que todos os benefícios e garantias aos trabalhadores não existam mais. Isso não pode ocorrer. Mais do que nunca se faz necessário construir uma resistência ao desmonte que o país atravessa. E os Metalúrgicos de Brusque encamparão também essa luta em prol de todos os trabalhadores", comentou o vice-presidente do Sintimmmeb, Eduardo de Souza.

Ao final da programação, foi lida uma carta de repúdio às medidas do atual Governo do presidente Michel Temer e foi votado e aprovado, por unanimidade, o Dia Nacional de Luta com Greves e Mobilizações no dia 10 de novembro, véspera da entrada em vigor da reforma trabalhista (Lei 13.467). Em seguida, os presentes fizeram uma passeata no entorno do CMTC Clube.  

"A ideia de unificarmos os trabalhadores da Indústria no Brasil, nesse momento, começou com os metalúrgicos. É unificar a luta também na resistência contra as reformas. As reformas foram aprovadas pelo Congresso Nacional, sancionada pelo presidente. Então, nosso movimento é de resistência à aplicação dessa lei, unificando os metalúrgicos nas suas campanhas salariais, para enfrentar, já dentro das convenções coletivas e também atrair outros segmentos de trabalhadores do Brasil. Porque só unidos vamos ser fortes”, disse o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM), Miguel Torres.

O Movimento Brasil Metalúrgico é uma ação unificada de sindicatos, federações e confederações de trabalhadores na Indústria. O objetivo da campanha é lutar contra o fim dos Direitos Trabalhistas e Sociais, em Defesa das conquistas das convenções coletivas, contra o desmonte da Previdência Social, contra a terceirização, pela geração de empregos de qualidade, apoio à luta dos servidores públicos, contra a privatização da Eletrobrás, dentre outros.

Rua João Bauer, n° 75 | Centro | Caixa Postal 310 | Fone (47) 3251-5900 | E-mail: sintimeb@terra.com.br

CEP: 88350-101 | Brusque | SC


Copyright 2017 - Todos os direitos reservados a SINTIMMMEB.